Arquivos do Blog

Vine ou Instagram? Quem vence a batalha?

Nos últimos dias, circulou forte a notícia do uso do Vine pela Dilma. Em uma série de ações bem articuladas (como a conversa com astros do futebol), a presidenta se esforça em evitar rumores e protestos relacionados ao #NãoVaiTerCopa.

No país, este movimento também representa mais um acirramento da batalha entre Vine e Instagram, que competem sobre qual mídia/aplicativo é mais interessante ou popular para pequenos vídeos. Nos perfis da presidenta, o Instagram está na frente: são 8,7 mil seguidores contra 575 (em 28 de janeiro).

vine-dilma-roussefApesar de suas diferenças técnicas, as duas mídias são bastante comparadas. Afinal de contas, o tempo dos usuários é bastante escasso e os dois aplicativos competem bastante entre si. Um estudo realizado em outubro de 2013 com o T0p 100 marcas da Interbrand mostrou como o dobro das empresas adotaram Instagram, em comparação ao Vine.

brand adoption of instagram video and vine-1

A apresentação abaixo, chamada “The Rise of Micro Storytelling: Twitter, Instagram, Vine…” fala um pouco sobre estas mídias sociais que focam o conteúdo em “micro-histórias” e é bastante esclarecedora:

E, para descontrair um pouco, o site VineVsInstagram pede pra você escolher um vídeo num duelo.

 

vine vs instagram

E você, qual prefere?

Seu corte de cabelo definirá sua próxima compra?

Pesquisadores da Universidade da Califórnia estão desenvolvendo um algoritmo que permitirá identificar, em fotos, grupos culturais (ex: “hipsters”, “góticos” ou “punks”) como um atalho para vendas: se você tem um cabelo hipster, digamos, talvez uma camisa xadrez apareça com destaque na sua navegação de compra?

As “tribos urbanas” delimitadas, como as citadas acima, podem ser operacionalizadas como atalhos através de seus elementos visuais. No futuro, com o reconhecimento fácil e barato de cortes de cabelo e de objetos como pranchas de surfe ou bicicletas, por exemplo, lojas eletrônicas poderão apresentar os produtos de forma segmentada.

tribesExamples_0

O algoritmo ainda está muito longe de ser preciso: as taxas de acerto são relativamente pequenas, 48% de precisão. Afinal de contas, elementos visuais podem significar afiliação a determinados gostos, mas o mundo é cada vez mais eclético e livre culturalmente.

Apesar de algoritmos complexos e precisos para tais funções estarem ainda em fase de desenvolvimento, a utilização de recursos de análise de imagem é algo bastante comum no mundo da pesquisa de mercado. Perceber interesses das pessoas e suas relações com o modo de apresentação de si é algo buscado por pesquisadores de mercado, etnógrafos e sociólogos.

No monitoramento de mídias sociais algumas destas análises também podem ser realizadas. Atualmente mídias focadas na circulação de imagens como Instagram estão bastante populares e podem servir de fonte para compreensão de como o público geral e tribos urbanas relacionam-se com sua marca e produtos. Que tal você se fazer perguntas como as seguintes no seu monitoramento?

  • Quais os objetos que os frequentadores de meu bar incluem nas fotos?
  • Nas fotos em que meu produto está sendo marcado, quais os tipos de peças de vestuário estão no mesmo look dos consumidores?
  • É possível identificar tribos urbanas, culturais ou musicais entre os frequentadores do meu estabelecimento?
  • Os meus clientes estão “se vendo” nas imagens dos posts de minha fan page? Será possível pesquisar seus comportamentos e referências visuais para que eles se identifiquem com as pessoas que estão sendo apresentadas junto à minha marca?
  • As reclamações monitoradas sobre os frequentadores do meu shopping podem significar o embate de diferentes tribos urbanas?

Como estamos falando de pessoas, não são todos os tipos de análise que podem ser transformadas em ações diretas. Mas, com certeza, entender o comportamento de seus consumidores e público pode gerar insights sobre eles!

via The Conversation

Timehop, te ajuda relembrar o passado

Com todo o volume de informações, check-ins, fotos, tweets e etc² que recebemos e enviamos todos os dias, fica difícil consegui lembrar tudo o fizemos há um ano (às vezes um dia já é o suficiente). Já falamos aqui sobre dois sites que enviavam diariamente um e.mail para o usuário cadastrado mostrando o que ele fez há um ano, isso era apenas para o Foursquare e Instragam. Bom, os sites se fundiram, ganharam mais redes e um novo nome, Timehop.

As redes incorporadas ao serviço são, Facebook, Twitter, Foursquare, Instagram e Flickr. O esquema não mudou, você continua sendo recebendo diariamente suas atualizações de um ano, dois ou mais anos trás, mas somente daquele dia. Você pode acompanhar tudo por e.mail ou pelo APP disponível apenas para iPhone. Para os saudosistas e esquecidos (rs) de plantão, esse é um prato cheio. Mais infos aqui. ;)

Instagram 3.0: Novas funcionalidades e Photo Maps

O aplicativo responsável por mais de 5 milhões de fotos lançou hoje sua versão 3.0 com novas possibilidade de organizar e visualizar as fotos, além do ‘Photo Maps’, que separa suas fotos por geolocalização. Abaixo o vídeo que apresenta a novidade, confere aí e download já! =)

Facebook muda visualização da fotos

Mais uma mudança na visualização das fotos está por vir. O novo álbum trará algumas fotos maiores que as outras – algo meio Mondrian – e você poderá optar por qual delas dar destaque clicando num botão de forma de estrela. Segundo o Facebook a intenção é reunir todas suas fotos e compartilhar os melhores momentos com seus amigos.

Constantes mudanças no Facebook, é algo bem comum e com relação as fotos não seria nenhuma novidade, já a rede comprou recentemente o Instagram e vem disputando esse tipo de serviço com outras redes, como o Pinterest, que aliás, se este (foto) for realmente o novo visual, o que também ainda não foi confirmado, lembrará muito a design dos boards dela.

fonte: mashable

Instagram: do zero a 1 Bilhão

O aplicativo para fotos mais hipter dos últimos tempos, O Instagram, até então exclusivo apenas para usuários do clube Iphone, conseguiu seu 1 bilhão, mas de dólares, com a venda para o Facebook. A anúncio ocorreu dias depois do app ter ganho sua versão para usuários do sistema Android (já baixou o seu?). A Visually criou o infográfico abaixo, mostrando a trajetória do Zero a 1 Bilhão!

Statigram, um site para você gerenciar o seu Instagram

Para quem é heavy user (ou não) do Instagram e já perdeu a conta de como anda as suas publicações, ‘curtis’ e afins, o Statigram pode ser uma boa pedida para te ajudar.

O site reúne todas as informações do seu perfil e traz tudo em forma de estatísticas como por exemplo o número de fotos que você já postou, a quantidade de likes que você obteve ou que você já deu à outras fotos, quais os filtros que você mais utiliza nas suas publicações, os dias em que há mais postagens, e por aí vai.

Atualizações são feitas a cada dia e as estatísticas atualizadas. Os usuários ainda recebem snapshots personalizados com as principais informações da sua conta, prontos para serem compartilhados. Curtiu? Mais infos aqui.

Casetagram, crie um case pro seu iPhone com sua fotos do Instagram

Para quem é viciado no aplicativo para iPhone, Instagram, ou mesmo em fotografia, o Casetagram é a pedida certa para usar seus dotes fotográficos e personalizar um case para o seu aparelho.

A escolha e disposição das fotos fica por sua conta, depois você escolhe o design que preferir e pronto eles produzem e entregam na sua casa, com frete grátis, cada case saí por $34,95. Mais info aqui.

Onde você estava ou o que você publicou no Instagram a 1 ano atrás!?

Responder a essas perguntas é uma tarefa bem difícil, ainda mais com a quantidade de informações que compartilhamos, fotos que postamos e check-in que fazemos.

Então, para ajudar a refrescar a memoria os sites  4squareand7yearsago (Foursquare) e o and7yearsagram.com (Instagram) utilizam seus check-ins e suas fotos de um ano atrás, enviando todo dia um e.mail com suas memórias.

Ah! E se você não foi uma pessoa muita ativa, o site ainda manda aquela “bronca” para você se mexer mais! Testa aí, é garantia de nostalgia pura.

Viddy – o Instagram dos vídeos

Seguindo a febre do Instagram, agora é a vez do Viddy, aplicativo para você deixar seus filmes mais descolados. Ele segue a mesma linha, com filtros para mudar e personalizar seus vídeos e deixa-los hypes. Agora você pode colocar seu lado cineasta para fora com apenas um clique.

Fonte: UpdateOrDie
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: